Dinheiro na mão é vendaval

Deputado é acusado de gastar dinehiro público com advogados para causas particulares


Na contramão do discurso de moralização e transparência durante a campanha que levou a sua eleição, o deputado federal Loester Truts está na lista daqueles parlamentares que não tem nenhum zelo com o dinheiro público. Denúncia do Estadão mostra que Trutis pagou quase R$ 200 mil para pagar um escritório de advocacia para se defender de processos na 5ª Vara Trabalhista de Campo Grande.

Processado por quatro ex-funcionários, o empresário do segmento de restaurantes nega a acusação de ter pago os advogados com o dinheiro da Câmara. Disse apenas que os profissionais foram contratados para prestar consultoria em suas atividades.

A reportagem identificou que, dos 19 escritórios de advocacia contratados por  congressistas com recursos da cota parlamentar, 11 são compostos por advogados que atuam ou já atuaram em causas privadas dos deputados. Nas causas particulares, os parlamentares alegam que utilizaram recursos do próprio bolso.


Gosto disso? Compartilhe com os seus amigos!

Share via
Send this to a friend