Enem

Ministro retrocede e provas poderão ser adiadas.


O ministro da Educação que a princípio era contrário ao adiamento das provas do Enem retrocedeu e agora está defendendo o adiamento das provas em um ou dois meses.

“Diante dos recentes acontecimentos no Congresso e conversando com líderes do centro, sugiro que o Enem seja adiado de 30 a 60 dias. Peço que escutem os mais de 4 milhões de estudantes já inscritos para a escolha da nova data de aplicação do exame”, disse Abraham Weintraub.


Gosto disso? Compartilhe com os seus amigos!

Share via
Send this to a friend